Resident Artist: Francisco Petrucci [Music]

petru
Francisco Petrucci in his studio at Córtex Frontal

On 9th of April 2016 Francisco Petrucci wrote us the following letter:
(see auto-translation here)

Bom dia,
Chamo-me Francisco Petrucci, sou músico, resido em Berlim, e gostaria de propôr fazer uma residência na vossa incrível mansão.
Estou interessado em trabalhar com o edifício em si mesmo enquanto instrumento e ponto de partida para algo.
A proposta consiste em transformar a mansão em Som e Música, numa espécie de topologia sonora, de coordenadas fenomenológicas num espectro abstracto / emocional.
Investigar-se-ão os seus interiores e exteriores, as suas estruturas visualmente ou acusticamente vibrantes, as histórias, as ambiências, o berço natural e redondezas, quaisquer fenómenos e objectos que por aí se encontrem, e procurar-se-á sonificá-los. Quando digo sonificá-los não quero dizer que produzam necessariamente som mas que revelem uma aura que possa ser ouvida/sentida.
A proposta soa megalómana quando se pensa na infinitude que um espaço pode oferecer, mas o projecto terá a forma que o tempo permitir e quiser.
De momento o meu trabalho, ainda em gestação, tem-se focado na exploração de sistemas de feedback de guitarra/amplificadores, e na investigação da frequência natural de objectos, com recurso a amplificação, microfones, e transdutores.
Estes são os instrumentos e técnicas que me acompanham recentemente e que gostaria de por efectivamente em prática numa desejada residência através do Córtex Frontal.
O plano é ficar um mês e poder exibir os frutos do trabalho num evento final. Compilá-los posteriormente num livro/disco.
Junho seria um bom mês para mim mas estou aberto a outras datas.

Espero que seja do vosso interesse!

 

Residency project
During his residency Francisco Petrucci explored the possibilities of the house´s acoustics in a very experimental way: using feedback sound systems, amplifiers and transductors he tested the natural frequencies of the different house´s rooms as well as the objects found in the house. He also showed us the pedagogical side of his work.


Mid-residency workshop
Francisco Petrucci made a workshop called The Music of things open to the community. The idea was creating a concert “playing” daily life objects, exploring their tone and their capacity to create music.

musica coisas
Workshop add “Music of things”

He also brought the workshop to the Free Time Activities (ATL) in Ilhas village where children gather during the summer holidays. He showed how any object have an interesting sound/s and made some sound experiments using amplifiers and feedback systems.

atl
Workshop at ATL


Final concert
At the end of his residency, Francisco Petrucci performed a concert in the old Horse Manger Hall of the house. He summarized his residency research in a performance open to the community .

 

More about the artist
Pankow pool project

http://preshivers.tumblr.com/